São José dos Pinhais

O Prefeito atual é Luiz Carlos Setim (DEM) e o Vice Toninho da Fármacia- Gestão 2013-2016. A Câmara Municipal é formada por vinte e um vereadores.


São José dos Pinhais é um município brasileiro do estado do Paraná, situado na Grande Curitiba.


A criação do município de São José dos Pinhais se deu através da Lei nº 10 da então província de São Paulo, no dia 16 de julho de 1852, na qual definia que a sede do município seria chamada Villa de São José dos Pinhais, sendo que o estabelecimento político, com a instalação da Câmara dos Vereadores ocorreu em 8 de janeiro de 1853. Em 27 de dezembro de 1897, a vila finalmente foi elevada à categoria de cidade.
São José dos Pinhais é uma cidade média, a segunda mais populosa da mesorregião e a população vem aumentando muito em pouco tempo: em 2000 eram aproximadamente 196 mil habitantes; em 2008 o número é superior a 280 mil habitantes. São José dos Pinhais é o município com a quinta maior área da Região Metropolitana de Curitiba.
Curiosamente é a cidade onde o presidente da República Nereu Ramos morreu, em um acidente aéreo, na Colônia Murici.
É o terceiro pólo automotivo do País, abrigando montadoras da Volkswagen, Audi, Nissan e Renault. É, também, sede do Aeroporto Internacional Afonso Pena, principal terminal aéreo do estado brasileiro do Paraná.


De origem religiosa e geográfica. Homenageia ao santo padroeiro, São José, e aos extensos pinheirais que cobriam o território municipal. O termo José é de origem hebraica "Yosef", significando "Que Deus multiplique". Mais tarde foi latinizado e aos poucos ficou "Joseph". São José era carpinteiro em Nazaré e desempenhou papel de pai de Jesus. É padroeiro de todos os que trabalham a madeira.
A história do município de São José dos Pinhais começou exatamente onde está assentada a cidade, quando ocorreu inesperado massacre de expedição lusitana, ainda no século XVI. Eram homens comandados por Francisco Chaves, que fazia parte da primeira expedição sob o comando de Martim Afonso de Sousa ao Brasil, onde o donatário aportou em 1531. Se aventuraram, ao sair de Cananéia, a penentrar no sertão meridional a investida foi fatal, pois depararam-se com tribos indígenas nas cabeceiras do rio Goyo-Covó, que lhes custou a passagem e vida.


Outras expedições se sucederam, porém mais felizes, e aos poucos os Campos de Curitiba foram sendo ocupados. A procura pelo ouro foi a principal força que impulsionou aos intrépidos aventureiros e ousados bandeirantes que permearam este chão. As minas de ouro de Arraial Grande são que deram origem à cidade de São José dos Pinhais.
Em 1690, o reverendo João da Veiga Coutinho construiu em Arrraial Grande uma pequena capela, sob a invocação do Senhor Bom Jesus dos Perdões. O afluxo de pessoas à região continuou, sendo que em 1741, Balthazar Veloso da Silva e Salvador Albuquerque ainda exploravam as minas de ouro de Arraial Grande. No ano de 1775 foi nomeado guarda-mor do povoado o paulista José de Barros Lima.




Em ano de 1775 o povoado é elevado à categoria de freguesia, e Arraial Grande sente a necessidade de um novo templo. A antiga capela do Senhor Bom Jesus dos Perdões não estava suportando a carga do tempo, pois também servia de matriz paroquial, cujo santo padroeiro era São José. Passado algum tempo a capela encontrou-se em estado de ruínas, foi então demolida e a imagem do santo levada ao Rio de Janeiro para ser encarnada. Posteriormente outra igreja foi construída. Data de 1831 a criação da primeira escola primária de São José dos Pinhais.


Pela lei provincial nº 10, de 16 de junho de 1852, a freguesia foi elevada à categoria de vila, cuja instalação se deu em 8 de janeiro de 1853. Através da lei provincial nº 474, de 5 de abril de 1877, sancionada pelo presidente Joaquim Bento de Oliveira Júnior, a vila de São José dos Pinhais passou a ser sede de comarca, sendo classificada de primeira entrância no dia 27 de junho de 1878, através do decreto-lei provincial nº 6.983.


Em 1878 foi fundado o núcleo colonial de Murici, com 357 imigrantes poloneses galicianos e silesianos, e ainda italianos procedentes da região norte daquele país. Estas famílias foram instaladas em setenta e três lotes rurais. Outra colônia desenvolvida no interior do município foi a Inspetor Carvalho, que comportou 165 imigrantes galicianos e italianos, distribuidos em setenta e dois lotes. A Colônia Zacharias iniciou-se com 132 imigrantes poloneses e italianos, que se dividiram em vinte e seis lotes. Desenvolveram-se ainda as colônias Silveira da Mota, Zaira e Acioli, Santo Antonio, Padre Paulo, Rio Abaixo, Afonso Pena, Marcelino, Ifigênia e São Francisco Xavier.


Algumas de maior destaque, a exemplo das colônias Muricy e Inspetor Carvalho tiveram espetacular progresso, mas todas exerceram fundamental papel no povoamento e crescimento de São José dos Pinhais, dando excepcional parcela de contribuição na formação social, cultural e econômica da comunidade. De acordo com a lei estadual n° 259, de 27 de dezembro de 1897, sancionada pelo governador José Pereira dos Santos Andrade, São José dos Pinhais recebeu foros de cidade. Hoje é um dos mais importantes municípios do estado brasileiro do Paraná, destacando-se na área industrial.


Bairros


A cidade é dividida em 41* [6] bairros, sendo que os mais desenvolvidos estão localizados perto do centro (13). Como podemos ver, os bairros perto do centro são menores do que os mais afastados. A última separação de bairros em São José dos Pinhais foi em junho de 2009.




1.Área Institucional Aeroportuária, 2.Academia, 3.Afonso Pena, 4.Águas Belas, 5.Aristocrata,
6.Arujá, 7.Aviação, 8.Barro Preto, 9.Bom Jesus, 10.Boneca do Iguaçu, 11.Borda do Campo,
12.Braga, 13.Campina do Taquaral,  14.Campo largo da Roseira, 15.Centro, 16.Cidade Jardim,
17.Contenda, 18.Costeira, 19.Cristal, 20.Cruzeiro, 21.Del Rey, 22.Dom Rodrigo, 23.Guatupê,
24.Iná, 25.Parque da Fonte, 26.Ipê, 27.Itália, 28.Jurema, 29.Jd. Santana, 30.Ouro Fino,
31.Nova costeira, 32.Passo do Campo, 33.Pedro Moro, 34.Quissisana, 35.Colônia Rio Grande,
36.Rio Pequeno, 37.Roseira de São Sebastião, 38.Santo Antônio, 39.São Cristóvão,
40.São Domingos, 41.São Marcos, 42.São Pedro, 43.Zacarias.


Economia




Aspecto parcial da Rua XV de Novembro.São José dos Pinhais possui uma economia em franco desenvolvimento, notadamente devido à presença do Aeroporto Internacional Afonso Pena, e de grandes fábricas de auto-peças, que vieram juntamente com a instalação de multinacionais como Audi e Renault, bem como suas fornecedoras. A cidade também é sede da famosa rede de perfumes e cosméticos O Boticário e a empresa de alimentos Nutrimental.


O comércio de São José dos Pinhais é autônomo em relação à capital, distante do centro da cidade apenas 10 km, com grandes supermercados e enorme variedade de lojas, que concentra-se especialmente nas mediações da rua XV de Novembro, desde a ampla Praça da Matriz até encontrar-se com a BR376;


Possui dois terminais de ônibus: o "Central", no início da Rua XV, e outro "Afonso Pena", na Avenida Rui Barbosa, principal artéria de ligação entre as duas grandes rodovias (BR-376 e BR-277) que dividem o município em 3 regiões.


Possui ainda diversas instituições de ensino, notadamente a PUC - Campus 2, a Usina do Conhecimento - que é uma Biblioteca-piloto, e destaca-se na cultura paranaense pelas suas marionetes e mamulengos gigantes. O museu municipal guarda relíquias da colonização e diversas peças curiosas. Um grande problema da cidade que persiste a mais de 30 anos, é a falta de pavimentação asfáltica na região rural da cidade (Cachoeira e principalmente Agaraú), que apesar de contribuirem para a economia da cidade grandemente, sempre foram negligenciados pela prefeitura que sempre prometeu, mas nunca cumpriu, também é notável o abandono nas áreas de saúde e educação nessas áreas.


Turismo
 
São José dos Pinhais tem algumas áreas de lazer, sendo que a maioria pertence à prefeitura. As principais áreas de lazer são as praças e parques infantis.




Praça Verbo Divino


É a maior praça de São José dos Pinhais, nunca está fechada e a entrada é gratuita. A praça contém um pista de bicicleta, quadra de futebol de areia, parques infantis simples(balanço, gangorra e escorregador) e locais para caminhar. Nos feriados, a praça contém mais brinquedos infantis; várias barracas que vendem objetos comuns, comidas e objetos mais raros de encontrar. Está localizado na esquina da rua Dr. Claudino dos Santos e Dr. Veríssimo Marques.


Caminho do Vinho e Festa do Vinho


O Caminho do Vinho é uma rota com mais de 30 produtores de vinho em São José dos Pinhais, localizada na Colônia do Mergulhão, funciona durante o ano todo fornecendo vinhos, queijos e doces de diversos tipos, a culminância do Caminho do Vinho dá-se na Festa do Vinho, onde você é recepcionado por estudantes de turismo locais e moradores da região trajados tipicamente como italianos.
A festa acontece anualmente em Agosto.


Shopping São José


O Shopping São José é o primeiro shopping da cidade. Foi inaugurado em Setembro de 2008. O shopping conta com mais de 150 lojas, entre elas 4 âncoras (LOJAS AMERICANAS, CENTAURO, CINEMARK e RENNER), além disso, conta com uma mega-loja da LIVRARIAS CURITIBA, e inúmeras opções de compras, lazer e alimentação. As 5 salas de cinemas multiplex, da rede Cinemark, estão entre as mais modernas do país. Ainda oferece conforto e segurança com mais de mil vagas de estacionamento.


O Shopping São José já se tornou referência na cidade por seus eventos voltados às crianças, e consequentemente, à família sãojoseense e por suas promoções que movimentam ainda mais a economia da ciadade.


Casa do Papai Noel


A casa do Papai Noel fica aberta no mês de Dezembro, até o dia 25, todos os dias. Nela há várias lojas que vendem enfeites natalinos, parque para as crianças, pequenas praças e a casa do Papai Noel, que é onde as crianças pedem seus presentes. Está aberta 24 horas por dia e recebe muitos visitantes. Está localizado longe do centro da cidade, perto da Rua Rui Barbosa. Está aberta de segunda à sexta das 15:00 às 23:00 horas, aos sábados e domingos, ela abre um pouco mais tarde, às 16:00 e fecha no mesmo horário de segunda à sexta. Para entrar nos dias de comemorações as pessoas levam brinquedos, roupas, comida para entidades carentes.






Centro de Esporte e Lazer Ney Braga


É o maior ginásio de esportes de São José, com quadras para basquete vôlei e canchas de futsal. O tamanho do ginásio atrai muitos esportistas que moram na cidade. Está aberto todos os dias, das 9:00 horas até as 18:00 horas. Está localizado na Rua XV de Novembro e na Rua Isabel a Redentora.






Rio de Una


É um lindo lugar com muitas florestas e poucos habitantes. Conhecido pelo hotel "La Dulce Vita", este lugar fica na divisa de São José dos Pinhais e de Tijucas do Sul.






[editar] EsporteAssim como todo o Brasil, o esporte mais praticado na cidade é o futebol. A cidade possui dois clubes de futebol, o Real Brasil e o São José, este último no Campeonato Paranaense Série Prata. Ambos jogam no Estádio do Pinhão. Ainda no futebol, existe o clube União Esportivo São José de futebol feminino, que já conquistou o tricampeonato paranaense e, por indicação da Federação Paranaense de Futebol, foi o representante do Paraná na Copa do Brasil de Futebol Feminino de 2007, onde foi eliminada nas quartas-de-final da competição. Além do futebol, a cidade possui uma equipe de futsal e possuía uma equipe de basquete, hoje extinta.






São José dos Pinhais possui três estádios municipais


Estádio do Municipal do Pinhão


Estádio Municipal Atílio João Bortolotti


Estádio Municipal Moacir Tomelin


A cidade possui vários ginásios de esportes


Centro de Esporte e Lazer Afonso Pena (ainda em construção)


Centro de Esporte e Lazer Ney Braga


Centro de Esporte e Lazer São Marcos


Centro de Esporte e Lazer Contenda Tio Zico


Centro de Esporte e Lazer Borda do Campo


Centro de Esporte e Lazer Colônia Rio Grande


Centro de Esporte e Lazer Malhada (Aluisio Mikos)


Núcleo de Esporte e Lazer Jd S. Dumont


Núcleo de Esporte e Lazer Cidade Jardim


Núcleo de Esporte e Lazer Quississana


Núcleo de Esporte e Lazer Jardim Fátima


Núcleo de Esporte e Lazer Itagibe Quirino